UNICEF e parceiros se mobilizam para conter o avanço do Ebola na África

Em parceria com ministérios da Saúde e outras instituições de sete países do oeste africano, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) está adotando estratégias comunicativas adaptadas à diversidade cultural da região para conter o alastramento e disseminar informações sobre o vírus Ebola.

“A maioria das pessoas nesta parte do mundo sequer ouviu falar do Ebola”, afirmou Guido Borghese,assessor-chefe do UNICEF sobre Sobrevivência e Desenvolvimento Infantil na África Ocidental e Central. “Assim, medos e rumores infundados espalham pânico rapidamente, sendo crucial que as famílias possuam informações corretas de como se proteger e se prevenir.”

Em colaboração com, entre outros, a Cruz Vermelha e a Organização Mundial da Saúde (OMS), o UNICEF está implementando táticas de comunicação em massa e atividades instrutivas interpessoais em Guiné, Libéria, Serra Leoa, Costa do Marfim e Guiné-Bissau, além da distribuição de materiais preventivos como sabão, cloro e luvas em comunidades infectadas.

O Ebola – até o momento uma doença incurável – já resultou em 111 mortes na Guiné e na Libéria. No total, registram-se 178 casos suspeitos, prováveis ou confirmados da doença nos dois países, além de seis casos suspeitos em Mali – números que, segundo dados da ONU, tenderão a crescer se mantidas as condições atuais.

Fonte: Boa Informação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *