Intolerância à lactose

Intolerância à lactose

Definição da intolerância à lactose

A intolerância à lactose é a incapacidade de digerir lactose (um tipo de açúcar encontrado no leite e em outros produtos lácteos).

Nomes alternativos para intolerância à lactose

Deficiência de lactase, intolerância ao leite, deficiência de dissacaridase; intolerância a produtos lácteos

Causas, incidência e fatores de risco da intolerância à lactose

A intolerância à lactose ocorre quando o intestino delgado não produz enzima lactase suficiente. Os corpos de bebês produzem esta enzima para que eles possam digerir leite, incluindo leite materno. Antes de os seres humanos produzirem produtos lácteos, a maioria das pessoas não continuava a tomar leite, então seus corpos não produziam lactase depois da primeira infância.

A intolerância à lactose é mais comum nas populações asiática, africana, afro-descendente, nativa norte-americana e nas populações mediterrâneas do que entre a população do norte e oeste europeu.

A intolerância à lactose pode começar em diferentes momentos da vida. Em indivíduos brancos, ela geralmente começa a afetar crianças acima dos 5 anos de idade. Em afro-americanos, a intolerância à lactose frequentemente ocorre em torno dos 2 anos de idade.

A intolerância à lactose é muito comum em adultos e não é perigosa. Aproximadamente, 30 milhões de adultos norte-americanos apresentam intolerância a alguma quantidade de lactose até os 20 anos de idade.

Às vezes, a intolerância à lactose é observada em bebês prematuros. As crianças que nasceram de gestação a termo não mostram sinais de intolerância à lactose até completarem, pelo menos, 3 anos de idade.

A insuficiência de lactose (deficiência de lactase) também pode ocorrer como resultado de doenças intestinais, como sprue celíaco e gastroenterite, ou após uma cirurgia intestinal. A deficiência temporária de lactose pode resultar de infecções virais e bacterianas, especialmente em crianças, quando as células que revestem a parte interna do intestino estão lesionadas.

Sintomas

  • Inchaço abdominal
  • Cãibras abdominais
  • Diarreia
  • Fezes flutuantes
  • Fezes com odor fétido
  • Gases (flatulência)
  • Desnutrição
  • Náusea
  • Crescimento lento
  • Perda de peso

Os sintomas ocorrem muitas vezes após a ingestão de produtos lácteos e são frequentemente aliviados quando a ingestão de produtos lácteos é interrompida. Grandes doses de produtos lácteos podem piorar os sintomas.

Exames e testes

  • Enteroscopia
  • Teste do hidrogênio no ar expirado com lactose
  • Teste de tolerância à lactose
  • Teste de substâncias redutoras nas fezes

Os órgãos do sistema digestivo na cavidade abdominal incluem o fígado, a vesícula biliar, o estômago, o intestino delgado e o intestino grosso

Geralmente, a remoção de produtos lácteos da dieta melhora os sintomas. No entanto, a ausência de leite na dieta pode levar a uma deficiência de cálcio, vitamina D, riboflavina e proteína. Adicione outras fontes de cálcio à dieta se remover os produtos lácteos.

Leia mais: Onde encontrar as doses de cálcio ideais

A maioria das pessoas com baixos níveis de lactase pode tolerar de 55 a 115 gramas de leite de uma só vez (até meia xícara). Porções maiores (225 gramas) podem causar problemas para pessoas com um certo grau de intolerância ao leite.

Esses produtos lácteos podem ser mais fáceis de digerir:

  • Leite de manteiga e queijos (eles têm menos lactose do que o leite)
  • Produtos lácteos fermentados, como iogurte
  • Leite de cabra (deve ser ingerido juntamente com as refeições e suplementado com aminoácidos essenciais e vitaminas se for oferecido a crianças
  • Sorvete, milk-shakes e queijos envelhecidos ou duros
  • Leite e produtos lácteos sem lactose
  • Leite de vaca tratado com lactase para crianças maiores e adultos
  • Fórmulas de soja para crianças com menos de 2 anos
  • Leite de soja ou de arroz para crianças pequenas

Você pode adicionar enzimas lactase ao leite normal ou tomá-los em forma de cápsulas ou comprimidos mastigáveis.

Talvez, seja necessário encontrar novas maneiras de acrescentar cálcio à sua dieta (são necessários 1.200 a 1.500 mg de cálcio por dia):

  • Tome suplementos de cálcio
  • Coma alimentos que tenham mais cálcio (folhas verdes, ostras, sardinhas, salmão enlatado, camarão e brócolis)
  • Beba suco de laranja que contenha cálcio

Leia os rótulos dos alimentos. A lactose também é encontrada em alguns produtos não lácteos, inclusive em algumas cervejas.

Evolução (prognóstico)

Normalmente, os sintomas desaparecem quando os produtos lácteos são removidos da dieta.

Complicações

Perda de peso e desnutrição são possíveis complicações.

Ligando para seu médico

Ligue para seu médico se:

  • Você ou seus filhos apresentarem sintomas de intolerância à lactose e precisarem de informações sobre substitutos alimentares
  • Os sintomas piorarem ou não melhorarem com o tratamento, ou se você apresentar novos sintomas
  • Saiba o que fazer em caso de intoxicação alimentar

Prevenção

Não há uma maneira conhecida para prevenir a intolerância à lactose.

Se você tiver condições, evitar ou restringir a quantidade de produtos lácteos em sua dieta pode reduzir ou prevenir os sintomas.

Referências

Information from your family doctor. Lactose intolerance: what you should know. Am Fam Physician. 2006;74:1927-1928.

Hogenauer C, Hammer HF. Maldigestion and Malabsorption. In: Feldman M, Friedman LS, Sleisenger MH, eds. Sleisenger & Fordtran's Gastrointestinal and Liver Disease. 8th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2006: chap98.

 

 

Para ler mais notícias sobre Medicamentos, clique em blog.farmasupply.com.br. Visite nosso site www.farmasupply.com.br, siga-nós também no Twitter e curta a nossa página no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *