Estudo pretende prevenir o Alzheimer antes dos 40 anos

Uma forma de prevenir o Alzheimer está sendo desenvolvida e pode surgir através de vacina. Segundo o professor de neuropatologia, James Nicoll, da Universidade de Southampton, a vacina é feita a partir da mesma proteína beta-amilóide, encontrada no cérebro de quem possui a doença e deveria ser aplicada em pessoas abaixo dos 40 anos, antes de exibirem qualquer sintoma. Pessoas com idade entre 40 e 50 anos também poderiam ser vacinadas caso não apresentassem nenhum sintoma.

Em palestra em Cheltenham, cidade inglesa, o pesquisador afirma que não se pode prever os efeitos da vacinação.

— É possível que o acúmulo de beta-amilóide cause uma cascata de coisas que você não pode reverter. Mas poderíamos vacinar antes que a doença comece a se apresentar? Para mim, essa é a pergunta mais interessante e emocionante. Pode ser um prevenção, em primeiro lugar.

Um estudo realizado na Universidade de Columbia está atualmente testando a teoria sobre uma família que é geneticamente predisposta à doença de Alzheimer mas seu resultado demorará décadas para provar se a vacina é eficaz.

Somente na Grã-Bretanha, onde o estudo é realizado, cerca de 800 mil pessoas possuem a doença o que impacta em £ 23 bilhões a economia

Em outra pesquisa, o professor de psiquiatria biológica da Universidade de Southampton, Clive Holmes, alertou que o Alzheimer pode ser causado e agravado por infecções comuns, como a gripe.

 Fonte: O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *