Cortar calorias pode ajudar na prevenção do câncer de mama

Cientistas descobriram que cortar calorias reduz a probabilidade de que um tipo de câncer de mama migre para outros órgãos. A doença em questão é o câncer triplo-negativo, uma das formas mais ameaçadoras e menos sensíveis ao tratamento padrão. As informações são do site do jornal britânico Daily Mail.

Uma teoria é que uma dieta com menos calorias pode diminuir as chances de o câncer se espalhar por meio do fortalecimento do tecido que envolve o tumor. Muitas pacientes com câncer de mama são tratadas com terapia hormonal e esteroides, para neutralizar os efeitos colaterais da quimioterapia. No entanto, ambos os tratamentos podem alterar o metabolismo, o que pode impulsionar o ganho de peso, com a média de mulheres engordando cerca de 5 quilos no primeiro ano de tratamento. Estudos anteriores mostraram que estar acima do peso faz com que o tratamento seja menos efetivo.

O estudo usou testes em ratos. Os animais em dieta tiveram diminuição na produção das microRNAs 17 ae 20, moléculas que têm um papel vital em influenciar vias responsáveis por muitos processos da doença. Nicole Simone, líder da pesquisa pela Thomas Jefferson University, na Filadélfia, já havia descoberto anteriormente que a restrição de calorias impulsiona a efetividade da terapia de radiação. “A restrição calórica promove mudanças epigenéticas no tecido mamário, que ajuda a manter uma matriz extracelular forte”, afirma.

A especialista explica que, com uma matriz forte, cria-se uma espécie de “gaiola” ao redor do tumor, fazendo com que seja mais difícil as células escaparem para outras partes do copo. As descobertas podem ajudar no desenvolvimento de novas drogas para este tipo de câncer.

Fonte: Saúde Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *