Category Archives: Especialidade Médica

Obesidade, gordura no sangue e anabolizantes aumentam câncer de fígado entre jovens

Câncer de fígado é o sexto tumor mais frequente do mundo.

anabolizantes2

A obesidade, os problemas de gordura no sangue e o uso de anabolizantes para modelar o corpo têm ampliado a incidência de câncer de fígado em pacientes mais jovens. Segundo o hepatologista e professor titular da faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (Ufba) Raymundo Paraná, as doenças hepáticas são bastante predominantes em todos os continentes. “Existem atualmente 500 milhões de portadores de hepatite B, 170 milhões de portadores da hepatite C e boa parte da população está acima do peso ideal”, diz o médico, ressaltando que, paralelamente a isso, 15% da população adulta mundial tornou-se diabética.

Justiça obriga Estado a fornecer canabidiol para paciente que sofre de epilepsia

canabidiol

A 3ª Câmara de Direito Público do TJ confirmou decisão da comarca de Chapecó e determinou que o Estado forneça, em 30 dias, o medicamento a base de canabidiol para uma paciente portadora da síndrome de Lennose-Gastaut (epilepsia refratária). O acórdão estabeleceu, ainda, o sequestro de valores em caso de descumprimento da medida.

Tratar a sífilis na gravidez

Tratamento da sífilis, doença infectocontagiosa de transmissão geralmente sexual, deve ser feito em grávidas e seus parceiros

pregnant-belly

FDA alerta para contato de crianças com medicamentos contendo testosterona

635897252748890426-1524372072_kids-02

De acordo com a Food and Drug Administration (FDA), órgão governamental que controla medicamentos nos Estados Unidos, adultos que fazem uso de medicamentos em gel ou creme que contenham testosterona em sua fórmula devem ter extrema cautela para evitar o contato do produto com crianças, a fim de evitar sérios efeitos colaterais, como a dilatação de órgãos genitais, comportamento agressivo, crescimento prematuro de pelos púbicos e aumento da excitação sexual. O FDA determinou que os avisos nas embalagens destes medicamento sejam reforçados e mais bem expostos visualmente.

Homens não dão importância aos sintomas de câncer de próstata

Pesquisa internacional revela o comportamento dos homens em relação aos sintomas da doença

o-YOUNG-BLACK-MAN-facebook

Uma pesquisa realizada pela Coalizão Internacional para o Câncer de Próstata (IPCC, na sigla em inglês) divulgou que 47% dos homens com a deonça em estágio avançado desconhecem e não dão importância aos sintomas. Ou seja, não comunicam aos médicos e perdem tempo para iniciar o tratamento e aumentar as chances de cura. O levantamento foi realizado com 900 pacientes e 360 cuidadores de 10 países (Alemanha, Reino Unido, França, Espanha, Itália, Holanda, Estados Unidos, Japão, Cingapura e Taiwan).

Dietas radicais afetam a saúde e não mantêm peso, dizem especialistas

Endocrinologista Alfredo Halpern falou dos perigos de regimes extremos.

PIRING

Quem nunca quis emagrecer rápido para entrar em um vestido, ir a uma festa ou ficar bem de biquíni ou sunga no verão? Para perder peso de forma meteórica, algumas pessoas apelam para a dieta da Lua (líquida), do abacaxi, das proteínas. Vale até beber água morna ou limão em jejum – o que não faz nenhuma diferença e, no segundo caso, pode até desencadear uma gastrite ou úlcera.

Na terceira idade, solidão apresenta mais riscos para saúde que obesidade

scottish_pensions-small

Quando se trata de saúde na terceira idade, os anos importam pouco e a obesidade pode não ser tão ruim no fim das contas, segundo um estudo publicado na segunda-feira nos Estados Unidos.

Fatores como a solidão, a depressão e uma fratura recente são mais propensos a predizer o risco de uma pessoa morrer nos próximos cinco anos, segundo pesquisadores da Universidade de Chicago.

TDAH pode surgir na vida adulta, afirmam estudos

tdah

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é amplamente considerado uma condição que afeta crianças, mas algumas pessoas podem desenvolvê-lo durante a vida adulta – apontam dois estudos diferentes, do Brasil e do Reino Unido, publicados no periódico científico JAMA Psychiatry.

Ataques de pânico: o que fazer durante uma crise de ansiedade?

Algumas atitudes e pensamentos podem ajudar o paciente durante o ataque

big_9ab8e9d9bf6cfc116b57ddcb7813da43

Os ataques de pânico são mais frequentes em pessoas portadoras de transtornos de ansiedade, como a síndrome do pânico e o transtorno de ansiedade generalizada, pois o pânico pode ser compreendido como um levar a ansiedade a limites extremos. Se fizermos uma pequena reflexão, a ansiedade também está relacionada com a antecipação de eventos que irão acontecer, principalmente com a possibilidade de “resultados ruins acontecerem” com o medo das coisas darem errado. Há então uma íntima relação entre ansiedade e pânico.

A frequência dos ataques de pânico irá depender de inúmeras variáveis, que didaticamente podemos reduzir a situações de ameaça: ameaças externas à integridade do indivíduo e ameaças internas (orgânicas, não raro desconhecidas ou não percebidas pelo paciente).

O pânico ocorre principalmente em pessoas de 14 a 45 anos e é mais frequente em mulheres do que homens, em uma proporção de 2 para 1. Produz grau elevado de incapacitação. 90% dos pacientes com pânico acreditam terem uma doença física na seguinte distribuição:

  • 10% queixas gastrointestinais
  • 15% desordens vestibulares, como vertigens e labirintoses
  • 16% queixas cardiológicas
  • 35% queixas de hiperventilação
  • 30% queixas psíquicas.

O que fazer quando percebe que está tendo um ataque de pânico?

É muito importante não tentar lutar contra o pânico, pois este não é um mecanismo consciente, ele é decorrente de mecanismos automáticos cerebrais localizados em regiões automáticas ou não conscientes. Faz parte de um complexo sistema de defesa do organismo.

Mas a pessoa pode tomar algumas ações:

Recorrer a técnicas de relaxamento, como meditação ou preces, por exemplo
Usar qualquer técnica de distração como uma conversa suave, música suave, palavras que acalmem, massagem em regiões do corpo que produzem relaxamento
Controlar da respiração.
O controle da respiração, principalmente, é muito importante: inspirar lentamente e expirar lentamente, sem pressa. Em seguida, é recomendado o relaxamento de grupos musculares mais tensos (ir relaxando a face, a nuca e pescoço, os ombros, os braços, o tórax e assim sucessivamente). Um terceiro passo seria acomodar-se em local agradável, bem ventilado com vista o mais aberta possível e evitar locais fechados e abafados, afrouxar as roupas, sentir-se o mais confortável possível.

Além disso, os pensamentos no momento do ataque são muito importantes. A matriz do pânico é o medo, e um medo incontrolável. Só quem já passou por um ataque de pânico entende o que estou escrevendo. É difícil conter esses pensamentos, por isso escrevemos todas as medidas anteriores para evitar os piores pensamentos. Dentre os piores temos o medo de morrer, o medo de perder o controle, a certeza de que algo muito ruim realmente irá acontecer, a certeza de que realmente estou muito doente e ninguém descobre ou me leva a sério, pois as sensações são reais.

Os pensamentos que devem ser priorizados nesses momento são aqueles que nos afastam do medo: a certeza lógica que é só uma ataque de pânico do qual não tenho controle, mas que irá passar; a fé de que nada me acontecerá de mal, a coragem para enfrentar situações adversas (“já passei por coisas piores e sobrevivi, vou sobreviver a esta também” – novamente a lógica tentando se impor sobre o “tsunami” ilógico do medo); tentar não ter medo do medo, e sim aprender com o medo. O medo existe para nos defender de algo e não para nos escravizar. O medo é nosso aliado e não nosso inimigo.

Quero acrescentar que essas são medidas imediatas e paliativas, até que a pessoa possa procurar um especialista competente, pois somente com o uso de medicamentos especializados pode-se tratar adequadamente uma síndrome de pânico.

Fonte: Minha Vida

Sintomas de problemas no fígado

Fígado_saude

Os primeiros sinais e sintomas de problemas no fígado são a dor abdominal do lado direito e a barriga inchada. Além desses, também podem ocorrer os & sinais de cor amarelada na pele e nos olhos e urina escura, de cor amarelo forte.

Meditação: 10 minutos garantem bem-estar completo

Especialista em meditação laica explica como a técnica pode ajudar no equilíbrio emocional e físico

meditacao

Muitas vezes, em meio à correria do dia a dia, do barulho das metrópoles e da poluição, parece impossível encontrar o equilíbrio e o bem-estar. Mas uma das respostas para os problemas da vida moderna é bem simples. Segundo Claudiah Rato, especialista em psicoterapia, hipnose clínica e autora do livro “Meditação Laica Educacional – Para Uma Educação Emocional”, publicado pela Paco Editorial, 10 minutos diários de meditação fazem maravilhas pelo corpo e pela mente. Claudiah refere-se especificamente à técnica de meditação laica, na qual já atua há 22 anos.

9 sinais precoces de demência

9 sinais precoces de demência

Tropeçar com frequência e prostração são sintomas

Um quadro de demência vai muito além da perda de memória – essa condição complicada é marcada por uma série de sintomas, especialmente no início. Mas eles podem ser sutis e nem sempre fáceis de reconhecer. Então, como saber se você ou um ente querido está mostrando sinais de Alzheimer ou outra forma de demência? De acordo com especialistas, qualquer alteração que seja diferente do comportamento habitual de uma pessoa pode ser um motivo de preocupação. Dê uma olhada em alguns dos primeiros sinais de demência e saiba reconhecer o problema precocemente:

Cerca de 30% das pessoas com hepatite C não sabem que estão infetadas

Apesar de geralmente ser assintomática, deve ter atenção a sinais como cansaço, lentificação psico-motora, depressão ou degradação do estado físico.

Cerca de 30% das pessoas com hepatite C não sabem que estão infetadas

Sabia que só na Europa há 19 milhões de pessoas infetadas com hepatite C? E que com os novos medicamentos é possível curar entre 90 a 95% dos casos de hepatite C?

13 dicas para você evitar a hipertensão arterial

Cardiologista esclarece dúvidas e dá dicas de como prevenir o problema

hipertensao

Segundo pesquisa do Ministério da Saúde, 24,3% da população tem hipertensão arterial. A doença é mais comum entre as mulheres (26,9%) e também varia de acordo com a faixa etária e a escolaridade. Entre os brasileiros com mais de 65 anos de idades, 59,2% se declaram hipertensos, contra apenas 3,8% na faixa de 18 a 24 anos e 8,8% de 25 a 34 anos.

Tratamentos de pacientes com câncer podem custar mil vezes mais que estratégias de prevenção

Prevenção pode ser a solução para diminuição dos custos com tratamentos

Tratamentos de pacientes com câncer podem custar mil vezes mais que estratégias de prevenção

A melhor forma de tratar uma doença é pela prevenção. Reconhecida pela Organização Mundial de Saúde, a detecção precoce do câncer é feita com a abordagem de pessoas que se enquadrem no grupo de risco e o rastreamento da base populacional é feita com a aplicação de exames na população assintomática para identificar possíveis indícios como lesões que coloquem a pessoa no grupo de risco.

Hepatite C: Tratamentos são nova esperança para pacientes

Lançados na Índia, MyHep ™ e MyHep LVIR ™ são tratamentos genéricos utilizados no tratamento da Hepatite C.

Hepatite C: Medicamento é nova esperança para pacientes

MyHep, medicamento genérico do Sofosbuvir,  é indicado como componente de um regime de combinação antiviral, geralmente com Ribavirina  e Interferon, sendo principalmente prescrito para o tratamento de hepatite C crônica (genótipos 1, 2, 3, e 4).

Risco de Câncer e Gravidez

pregnant-nature-mom

O diagnóstico de câncer de mama durante a gravidez é muito difícil e alguns exames de rastreamento são considerados incertos, incluindo as mamografias. Além disso, as alterações do tecido mamário durante a gravidez podem dificultar o rastreamento do câncer. Por esta razão, se recomenda que as mulheres do grupo de risco realizem exames anualmente antes de engravidar. Algumas mulheres em alto risco preferem fazer a mastectomia profilática antes de engravidar para evitar os desafios do rastreamento do câncer de mama. Esta é uma decisão muito pessoal.

Anvisa autoriza prescrição de remédios com canabidiol e THC no país

Resolução que tira substâncias da lista de proibições foi publicada nesta segunda

Anvisa autoriza prescrição de remédios com canabidiol e THC no país

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a prescrição e a importação de medicamentos e produtos com canabidiol e/ou tetrahidrocanabidiol (THC), substâncias encontrada na maconha e muito utilizadas em remédios que inibem convulsões. A autorização foi divulgada por meio da Resolução 66 da Anvisa, publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União.

Na prática, a partir de agora o THC também passa a ser regulamentado, antes o componente só era permitido de maneira secundária, ou seja, quando estava presente em algum medicamento com composição permitida.

Combinação de remédios faz tumores na mama encolherem em 11 dias

Medicamentos atacam proteína e são efetivos em um dos tipos de câncer mais agressivo

Combinação de remédios faz tumores em pacientes com câncer de mama encolherem em 11 dias

Uma combinação de dois remédios mostrou ser capaz de encolher significativamente ou mesmo eliminar os tumores de pouco mais de um quarto das pacientes de um tipo particularmente agressivo de câncer de mama em apenas 11 dias, um resultado que foi considerado “espantoso” pelos pesquisadores tanto pela rapidez da resposta quanto pelo tratamento não incluir nenhum medicamento quimioterápico, como é o padrão na abordagem clínica desses casos. Apresentado nesta quinta-feira durante a 10ª Conferência Europeia de Câncer de Mama, o estudo, embora limitado, abre caminho para algumas mulheres vítimas da doença escaparem dos muitos incômodos da quimioterapia, além de terem a chance de preservar ao menos parte de seus seios na subsequente cirurgia para remoção dos tumores, num importante ganho estético e psicológico.

Aumento de casos de sífilis e outras doenças preocupa autoridades

Número de grávidas com a doença subiu de 1,8 mil para 21 mil em 9 anos. Dados preliminares apontam 28 mil casos em 2014.

Aumento de casos de sífilis e outras doenças preocupa autoridades

Além do aumento dos casos de dengue e de zika no Brasil, a evolução dos números de outras doenças também preocupa.

Uma mulher tomou um grande susto. Uma mancha nas costas e um diagnóstico nada agradável há pouco tempo: sífilis. Ela pegou a doença numa relação sexual sem camisinha.
“Eu nunca imaginei que poderia ter sífilis na minha vida, nunca. Nunca. É muito estranho. Assim, é desesperador”, afirma.