Category Archives: Bendamustina

Especialistas alertam que opção terapêutica para pacientes de leucemia é limitada no Brasil

1028452_61302173

Os pacientes brasileiros com leucemia linfocítica crônica (LLC), tipo de leucemia mais recorrente no mundo ocidental, tem acesso limitado à tratamento no País. Enquanto nos Estados Unidos e Europa os mesmos doentes fazem uso de um medicamento chamado “bendamustina”, no Brasil a realidade é outra.

Para o inglês Peter Hilmen, da Universidade de Leeds (Inglaterra), e o alemão Clevens Wendtner, da Universidade de Colônia (Alemanha), ambos autores de estudos de referência no campo da LLC, o uso da bendamustina é essencial para garantir a qualidade de vida e a sobrevida destes pacientes com LLC. “A opção terapêutica para pacientes de leucemia é limitada no Brasil, avaliam especialistas. Na Europa o fármaco é usado desde 2009 e, nos Estados Unidos, de 2010. Hillmen, que é autor principal do estudo “Guidelines on the Diagnosis investigation and management of CLL”, publicado no periódico “Leukemia” (dezembro 2012), relata que a diretriz mundial adotada como conduta terapêutica nos casos de pacientes “non-fit”, ou seja aqueles com mais doenças associadas, como diabetes e cardiopatias, é a administração da bendamustina.

Além da LLC, hoje, o Brasil fica para trás inclusive no que cabe às doenças como linfoma não-Hodgkin folicular; e o mieloma múltiplo, por conta da lentidão na aprovação de tecnologias e novos fármacos inovadores, reconhecidos pelas agências regulatórias de Europa e Estados Unidos, mas que aguardam liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os medicamentos classificados pela ANVISA como importados não nacionalizados (sem registro), não possuem livre comercialização no País, porém existe a previsão legal que permite a importação do medicamento para realização de tratamento já prescrito, nas quantidades compatíveis com o tratamento e para uso específico no tratamento do paciente.

Para ter acesso ao orçamento do medicamento bendamustina, bem como outros medicamentos classificados como importados não nacionalizados, entre em contato conosco aqui.