Author Archives: farmasupply

10425163_626830494090657_7453444826415107617_n

Você sabe diferenciar as hepatites A, B, C, D e E?

As hepatites são uma inflamação do fígado e podem ser causadas por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. Diagnosticar a hepatite precocemente é a melhor forma de obter maiores chances de eficácia com o tratamento.

Você sabe diferenciar as hepatites A, B, C, D e E

A hepatite é uma inflamação do fígado e pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. Diagnosticar a hepatite precocemente é a melhor forma de obter maiores chances de eficácia com o tratamento.

É importante lembrar que toda mulher grávida precisa fazer o pré-natal e os exames para detectar a hepatites, a aids e a sífilis, pois esse cuidado é fundamental para evitar a transmissão de mãe para filho.

Infecções por HIV aumentam no Brasil; no mundo, 54% têm vírus sem saber

Um relatório divulgado nesta quarta-feira pela Unaids (Programa das Nações Unidas para HIV e Aids) revela que o número de infecções com o vírus aumentou 11% no Brasil entre 2005 e 2013, indo na contramão da média global, que apresenta queda.

140711103003_hiv_624x351_thinkstock

Mesmo entre países vizinho, vem havendo uma redução no índice geral de novos casos. No México e no Peru, por exemplo, essas taxas caíram 39% e 26%, respectivamente.

Celular no bolso da calça reduz fertilidade masculina

Homens que mantêm o telefone celular no bolso da calça podem estar inadvertidamente prejudicando suas chances de se tornar pais.

 

Celular no bolso da calça reduz fertilidade masculina

O alerta foi divulgado por uma equipe liderada pela Dra. Fiona Mathews, da Universidade de Exeter (Reino Unido) em um artigo publicado na revista Environment International.

Alzheimer: Um tipo de “diabetes cerebral”

A insulina é um importante hormônio pancreático que promove a entrada de glicose nas células, promovendo a diminuição da glicemia, atuando dessa forma no metabolismo de carboidratos, lipídeos e proteínas. Quando o organismo não consegue produzir este hormônio (como ocorre em casos de diabetes tipo 1) ou adquire resistência a ele (caso de diabetes tipo 2), uma série de problemas são desencadeados.

insulina-1

Durante muito tempo acreditava-se que a insulina não tinha ligação com o sistema nervoso central. Mas nos anos 80 vários grupos de pesquisa localizaram o hormônio e seu receptor no cérebro. O indicava que a insulina cruzava a barreira hematoencefálica. Pouco tempo depois foi descoberto que o hormônio desempenha papel importante no aprendizado e na memória.

Maracujá, o fruto da paixão

Em italiano, em inglês e em francês, o maracujá tem seu nome relacionado à paixão e não é por acaso. No Brasil, o nome do fruto provém da língua indígena e significa alimento em formato de cuia, mas a paixão brasileira pelo maracujá, presente em muitas receitas tropicais, não fica atrás. Isto porque o fruto tem mais propriedades benéficas que se pode imaginar.

Conhecido pelo seu poder tranquilizante, a ingestão do maracujá proporciona sensação de bem-estar e funciona como um calmante natural no organismo.

images (5)

Novo chip anticoncepcional pode ser ativado por controle remoto

Pesquisadores americanos acabam de desenvolver um método contraceptivo inovador. Trata-se de um chip de computador implantado sob a pele de uma mulher, capaz de liberar pequenas doses de hormônio levonorgestrel diariamente. As informações são da  BBBrasil


chip280703 (1)
O chip funciona por até 16 anos, mas pode ser interrompido a qualquer momento por meio de um controle remoto sem fio. Apoiado por Bill Gates, o dispositivo deve ser testado nos Estados Unidos no ano que vem. A previsão é que chegue ao mercado em 2018. 

Problema na mandíbula pode causar dor nas costas e na cabeça

Uma disfunção na mordida pode sobrecarregar a musculatura da mandíbula e desgastar a cartilagem que amortece o impacto com o crânio, causando dores crônicas

Dores de cabeça frequentes podem ser causadas por disfunção da articulação temporomandibular, e médicos podem demorar em diagnosticar problema. A articulação da mandíbula funciona como uma dobradiça, que pode deslizar para trás e para frente, ela é mantida no lugar por um músculo ligado ao ouvido e tem uma cartilagem que age como amortecedor entre a mandíbula e o crânio. Quanto ocorre a disfunção – qualquer problema com a junta, músculos ou cartilagem – a pessoa pode sentir dores na mandíbula, dificuldade e estalo ao abrir a boca. As informações são do Daily Mail.

atmdorcabeca

Ciclismo pode aumentar risco de câncer de próstata

Um estudo feito com homens na faixa etária dos 50 anos mostrou relação entre pedalar nove horas ou mais por semana e a doença

ciclismo-2

Homens na faixa etária dos 50 anos que passam nove horas por semana fazendo exercícios em bicicleta são até cinco vezes mais propensos a serem diagnosticados com câncer de próstata,

O fim da injeção diária: FDA aprova insulina inalável

mont-insulina-B--size-598

Preparação correta antes dos exames evita erros nos resultados

Preparação correta antes dos exames evita erros nos resultados

images (4)

Ninguém gosta de ter que refazer um exame por causa de falhas no resultado. Na maioria das vezes, contudo, a culpa pode ser do próprio paciente: cerca de 70% a 80% dos erros são consequência da má preparação para o procedimento. Por isso, é fundamental seguir à risca certos cuidados antes da realização de testes.

Aspirina pode reduzir para metade o risco de morte com cancro da mama

As drogas utilizadas na aspirina provocam efeitos muito fortes mesmo em mulheres que tomem pequenas quantidades  

365-asppirina-9eda

O estudo desenvolvido pela Universidade de Glasgow é o mais recente a sugerir que para além de ser utilizada como forma de prevenção de derrames e ataques cardíacos, a aspirina pode, também, ter potentes efeitos no risco de morte com cancro da mama, reduzindo-o para metade.

Níveis elevados de colesterol aumentam risco de câncer de mama

Câncer e Colesterol parecem não ter muito em comum, mas os cientistas estão cada vez mais perto da conexão entre os dois. No estudo mais recente sobre o tema, apresentado no Fronteiras em Biologia Cardiovascular em Barcelona, Espanha, pesquisadores relatam em evidência preliminar, porém forte que as mulheres com níveis elevados de colesterol tem 1,64 vezes maior risco de desenvolver câncer de mama ao longo de 14 anos do que mulheres com níveis menores.

 download (2)

Benefícios de Beber Água Antes de Dormir

Há inúmeros benefícios da água potável, desde o manter saudável e hidratado até limpar o acne. Você pode já estar recebendo alguns destes benefícios, mesmo sem saber. A Água contém muitos minerais valiosos e nutrientes que seu corpo precisa para funcionar corretamente. Beber água antes de dormir é uma das melhores maneiras de ajudar seu corpo a armazenar os nutrientes e minerais que você precisa para ficar saudável e forte.

cinco-motivos-beber-agua

Exercícios físicos previnem cancro da mama, afirma preparador físico

download (1)

Falando à Angop sobre ” Formas de prevenção e combate ao cancro da mama”, Wilson Guimarães assegurou que o exercício físico é um óptimo aliado para prevenir o câncer de mama, principalmente em mulheres na menopausa.

Esclareceu que o risco do cancro da mama é minimizado com exercícios, pois, ao estimular a circulação sanguínea, regula substâncias químicas e hormónios  como o estrogênio  e progesterona  no organismo.

Explicou ainda que além disso a actividade física previne ao mesmo tempo o envelhecimento precoce das células e inibe o desequilíbrio hormonal, sendo um importante factor de prevenção de vários tipos  de câncer.

Disse que os exercícios devem ser bem orientados, principalmente para as mulheres sedentárias, que não praticam aulas de aoeróbica a bastante tempo.

Para o professor, a prática do exercício físico deve ser encorajada no seio da juventude e da população em geral, com vista a prevenir determinadas doenças, além do cancro da mama.

“ O indivíduo que pratica torna-se mais saudável e consegue prevenir certas doenças” referiu, tendo afirmado que quem fica sedentário tem muito a perder, pois a qualidade de vida nunca é a mesma” acrescentou.

De acordo com o responsável pelo menos 25 porcento dos casos de câncer de mama e de cólon poderiam ser evitados se os pacientes praticassem exercícios físicos pelos menos, duas horas e meia por semana.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os últimos dados disponíveis de 2008, cerca de 7,6 milhões de pessoas morreram de câncer, das quais 460 mil foram mulheres vítimas do câncer de mama e 610 mil pessoas que sofreram câncer de cólon.

Recentes pesquisas mostram que das 7,6 milhões de mortes, 3,2 milhões estão relacionadas com a ausência de actividade física.

www.farmasupply.com.br

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/saude/2014/6/27/Exercicios-fisicos-previnem-cancro-mama-afirma-preparador-fisico,95109a44-4c16-47f4-9d5c-be45e698db0a.html

Isoflavona de soja e efeitos hormonais

Alimentos-a-base-de-soja1

Na última década, os efeitos hormonais da soja foram abordados em mais de 1.000 artigos publicados em periódicos científicos internacionais. As questões, consideravelmente polêmicas, envolvem o conteúdo de isoflavonas da soja, substâncias com estrutura semelhante à do 17-beta-estradiol, conhecidas como fitoestrógenos.

Estudo sobre picada da jararaca ajuda a entender mecanismos da hemorragia

Há muito se sabe que o envenenamento provocado por serpentes como a jararaca (Bothrops jararaca) pode causar danos aos tecidos ao redor do local da picada e estimular um quadro de hemorragia. Entender as causas desses efeitos, a sua etiologia, no entanto, é um desafio complexo.

Estudo sobre picada da jararaca ajuda a entender mecanismos da hemorragia Bothrops jararaca (1)

É o que conta o médico veterinário Marcelo Larami Santoro, pesquisador do Instituto Butantan, em São Paulo, que conduziu o projeto “Importância da lesão local induzida por metaloproteinases de venenos ofídicos na indução de plaquetopenia em envenenamentos” de 2011 a 2013.
“Na maioria das ocorrências, o soro antiofídico é eficaz para tratar as picadas de jararaca; em casos mais graves, porém, pode ocorrer uma hemorragia muito intensa que deve receber tratamento específico”, disse o pesquisador.
Para entender como o veneno da jararaca afeta o sistema de coagulação e as plaquetas (células que ajudam a controlar a perda de sangue), foram feitos experimentos em ratos utilizando duas vias de inoculação, a subcutânea e a intravenosa. Com isso, procurou-se verificar a importância da lesão local na indução da plaquetopenia (redução da contagem de plaquetas no sangue) e das alterações do sistema de coagulação.
O estudo também testou a importância das duas principais classes de toxinas presentes no veneno, as metaloproteinases e as serina proteinases; para isso, o veneno da jararaca foi incubado, antes de ser injetado nos animais, com inibidores apropriados. O objetivo da incubação do veneno é promover a inibição de determinadas enzimas. Como já se sabe, ambas as classes apresentam atividade anti-hemostática, ou seja, impedem a detenção da perda sanguínea, reação que ocorre quando o organismo tenta inibir uma hemorragia.
De acordo com os resultados, as duas classes de toxinas não estão diretamente envolvidas na origem da plaquetopenia induzida pelo veneno da jararaca, o que suscitou a conclusão de que outros mecanismos ou toxinas do veneno devam ser responsáveis pela redução das plaquetas. No entanto, as metaloproteinases do veneno se mostram essenciais para o desenvolvimento dos distúrbios da coagulação. Essa evidência contesta uma opinião difundida ao longo dos anos entre médicos e cientistas, de que as serinaproteinases são as toxinas mais importantes para o consumo do fibrinogênio, proteína envolvida no processo de coagulação sanguínea e cuja diminuição no sangue favorece o quadro hemorrágico decorrente da picada da jararaca.
Outro dado importante levantando foi que a lesão provocada no local da inoculação do veneno pode estimular a liberação de fator tissular na circulação sanguínea. Conhecido também como tromboplastina, o fator tissular é uma substância presente em tecidos, monócitos e plaquetas que desempenha um papel fundamental na coagulação sanguínea.
“O aumento do fator tissular na circulação torna a ação do veneno mais potente, aumentando os danos nos tecidos ao favorecer a coagulopatia, que são distúrbios de coagulação”, acrescentou Santoro, ressaltando que o estudo da ação dos venenos ofídicos ao longo do século XX ajudou a ciência a descobrir os mecanismos da coagulação sanguínea.
O artigo Bothrops jararaca venom metalloproteinases are essential for coagulopathy and increase plasma tissue factor levels during envenomation, descrevendo todos esses resultados, será publicado na revista PLOS Neglected Tropical Diseases.
Fonte: Fapesp

Pressão alta afeta não só o coração, mas também o cérebro, rins e olhos

Cerca de 30 milhões de brasileiros têm hipertensão arterial, incluindo crianças e adolescentes.

hipertensao-modelo-de-imagem

A Hipertensão arterial acontece quando os vasos sanguíneos se contraem mais do que o necessário, dificultando a passagem do sangue. Além de fazer mal para o coração, a pressão alta pode afetar os vasos do corpo todo, inclusive do cérebro, rins e olhos, como explicaram o cardiologista Roberto Kalil e o nefrologista Décio Mion.
Segundo os especialistas, a pressão alta pode bloquear e entupir as artérias do coração, levando à angina ou infarto; no cérebro, pode ocorrer o mesmo bloqueio, causando um AVC.
Já nos rins, o entupimento das artérias provoca falhas na filtragem do sangue, podendo causar insuficiência renal; por fim, nos olhos, o aumento da pressão pode estreitar os vasos oculares, causando até mesmo a cegueira.
Na maior parte das vezes, a hipertensão não dá sintomas, o que pode dificultar o diagnóstico. Por definição médica, é considerada hipertensão a pressão em 14 por 9 ou acima disso e, nesse caso, talvez seja necessário utilizar medicamentos, que promovam a dilatação dos vasos. Outras medidas como atividade física, dieta saudável e redução de sal na alimentação também podem ajudar.
 
Estresse
Em situações de estresse ou tensão, a pressão pode também subir já que o corpo fica em estado de alerta. Com isso, os batimentos cardíacos aumentam, o coração bombeia mais sangue para os músculos, o que acaba fazendo uma pressão maior nas paredes das artérias.
Para mostrar essa reação, há um teste feito no Instituto do Coração, em São Paulo, que mostra a pressão dos pacientes antes e depois de situações como essas.

 

www.farmasuppply.com.br


Fonte: Portal Bem Estar – Globo

Estudo com roedores sugere que curry ajuda a combater a hipertensão

Estudo com roedores sugere que curry ajuda a combater a hipertensão

Experimento foi realizado por pesquisadores da Índia.
Especiaria contribuiu para reduzir a hipertensão arterial em cobaias.

curry

Cientistas indianos anunciaram que o curry, um condimento muito utilizado para temperar alimentos, ajudou a reduzir a pressão arterial em ratos de laboratório, o que aumenta a expectativa de se encontrar medicamentos naturais e baratos para tratar a doença.

 

S. Thanikachalam, especialista em cardiologia que chefiou a pesquisa, disse que sua equipe testou em roedores o tempero, que é uma mistura de gengibre, cardamomo, cominho e pimenta, ingredientes comuns na cozinha indiana, com pétalas de lótus branca e outros ingredientes.

 

“Vimos, então, mudanças positivas em ratos com pressão arterial elevada induzida em nossas experiências em laboratório”, disse ele, que chefia o departamento de cardiologia na Universidade Sri Ramachandra, em Madrassa. “A droga foi muito eficaz em reduzir a pressão arterial e diminuir o estresse oxidativo em ratos”, disse.

 

O estudo destaca que a especiaria contribuiu para reduzir a hipertensão arterial, uma forma secundária da pressão arterial alta, causada por um estreitamento das artérias nos rins.

 

Os indianos são geneticamente predispostos à hipertensão. Um em cada quatro pessoas sofre desta doença nas cidades, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Os resultados do estudo foram publicados na edição de junho da publicação médica “Experimental Biology and Medicine”.

www.farmasupply.com.br

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2014/06/estudo-com-roedores-sugere-que-curry-ajuda-combater-hipertensao.html

 

 

OMS teme disseminação internacional de ebola

África Ocidental vive maior surto em números de casos, mortes e em relação à distribuição geográfica.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) disse considerar necessário que sejam tomadas “medidas drásticas” para conter o surto de ebola na África Ocidental.

Cerca de 400 pessoas morreram desde o início do surto, que começou na República da Guiné e se espalhou para as vizinhas Serra Leoa e Libéria. É o maior surto em números de casos, mortes e em relação à distribuição geográfica.

A OMS teme a possibilidade de “propagação internacional”.

virus ebola

 

A organização enviou 150 especialistas para a região para ajudar a prevenir a propagação do vírus, mas admite que “houve aumento significativo” no número de casos e mortes.

O surto começou há quatro meses e continua a se espalhar. Até agora houve mais de 600 casos e cerca de 60% das pessoas infectadas com o vírus morreram.

A maioria das mortes ocorreu no sul de Guekedou, na região da República da Guiné.

O diretor regional da OMS para a África, Luis Sambo, disse: “Este não é mais um surto específico de cada país, mas a crise de uma sub-regional e é preciso uma ação firme.”

“A OMS está seriamente preocupada com a propagação transfronteiriça em curso para os países vizinhos, bem como o potencial de disseminação internacional”, disse.

A organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) alertou que o surto de ebola está fora de controle. A entidade teme que a epidemia se alastre mais ainda caso não haja uma forte resposta internacional.

O ebola
O ebola é uma febre hemorrágica grave causada pelo vírus ebola e não tem vacina ou cura.

A doença é transmitida pelo contato com os fluidos de pessoas ou animais infectados, como urina, suor e sangue. Os sintomas incluem febre alta, sangramento e danos no sistema nervoso central.

A taxa de mortalidade do ebola pode atingir 90% dos casos. O período de incubação é de dois a 21 dias.

www.farmasupply.com.br

Fonte: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/06/oms-teme-disseminacao-internacional-de-ebola.html