Acompanhamento do PSA durante e após o Tratamento

Câncer-de-próstata-atinge-um-a-cada-seis-homens-no-Brasil

O nível do antígeno prostático específico (PSA) é muitas vezes um bom indicador da eficácia do tratamento. De modo geral, o PSA deve permanecer baixo após o tratamento. Mas os resultados do PSA nem sempre se mantém, e às vezes os médicos não tem certeza do que eles significam.

Antes de iniciar o tratamento, você pode perguntar ao seu médico o que ele espera do nível do PSA durante e após o tratamento, e o que seria um nível adequado ou preocupante. Mas, é importante saber que o nível do PSA é apenas uma parte do quadro geral. Outros fatores também são importantes para determinar a presença (ou não) da doença ou se o tumor voltou a crescer.

Também é importante saber que os níveis do PSA, em alguns casos, podem flutuar por conta própria. Muitos homens em tratamento se preocupam com pequenas alterações do PSA. O nível do PSA no sangue é importante para monitorar o tumor, mas nem todo aumento do PSA significa necessariamente que a doença está ativa e requer tratamento imediato. Para evitar a ansiedade, possivelmente desnecessária, certifique-se de entender qual o nível do PSA que seu médico pode considerar um alerta.

Durante a Vigilância Ativa

Se você optar pela vigilância ativa, seu PSA será acompanhado de perto, provavelmente junto com outros exames para decidir se a doença está em progressão e se outros tipos de tratamento devem ser considerados.

Após a Cirurgia

O PSA deve cair a um nível indetectável alguns meses após a prostatectomia radical. Os médicos geralmente recomendam aguardar pelo menos de 6 a 8 semanas após a cirurgia para fazer o exame.

Os exames para detectar o PSA se tornaram muito mais sensíveis nos últimos anos, a ponto de detectar quantidades muito pequenas do PSA. Isto parece ser uma coisa boa, mas tornou mais difícil definir exatamente o que é um nível indetectável. Por exemplo, um PSA de 0,5 ng/mL após a cirurgia pode ser preocupante, mas os médicos não tem certeza se isso também é verdade para os níveis de 0,01 ou 0,02.

Ter um nível de PSA detectável após a cirurgia nem sempre significa que você ainda esteja com câncer. Manter um nível de PSA baixo significa só ter células benignas da próstata no corpo.

Após a Radioterapia

Os diferentes tipos de radioterapia não destroem todas as células da glândula prostática, de modo que não está previsto fazer com que o PSA caia para um nível indetectável. As células remanescentes da próstata continuarão a produzir alguma quantidade de PSA.

O padrão da queda do PSA também é diferente após a cirurgia. O nível do PSA após a radioterapia tende a cair de forma gradual, e pode não alcançar seu nível mais baixo até 2 anos ou mais após o tratamento.

Existe também um fenômeno chamado de “salto” do PSA que às vezes acontece após a braquiterapia. O PSA sobe ligeiramente por um curto período de tempo durante os primeiros anos após o tratamento, mas, em seguida, cai. Os médicos não sabem ao certo porque isso acontece, mas não parece ter efeito sobre o prognóstico do paciente.

Durante o Tratamento do Câncer de Próstata Avançado

Quando tratamentos como hormonioterapia, quimioterapia ou vacinas são utilizados ​​para o câncer de próstata avançado, o nível do PSA pode indicar se a doença está respondendo (ou não) ou quando é o momento de tentar uma forma diferente de tratamento.

Os tratamentos devem reduzir o nível do PSA, pelo menos no início, embora em alguns casos podem apenas ajudar a mantê-lo estacionado ou até mesmo retardar seu aumento. Certamente, outros fatores, como sintomas e se o tumor está em crescimento baseado nos exames de imagem, também são importantes no momento de decidir se é momento de modificar o tratamento.

Se a doença se disseminou, o nível do PSA real muitas vezes não é tão importante. O nível do PSA não prevê se um homem tem sintomas ou quanto tempo ele viverá. Muitos homens têm valores muito elevados do PSA e se sentem bem. Outros têm valores baixos e apresentam sintomas importantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *